Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pinhal queimado

por Cristina Nobre Soares, em 23.07.18

A estrada atravessou quase vinte minutos de pinhal queimado, de um dos incêndios de Outubro passado. Vinte minutos de fantasmas enraizados, fomos em silêncio triste, como se faz nos cemitérios, no meio dos mortos os corpos estranhos são os dos vivos. Olha, ali já não ardeu, disse a minha filha, respirámos fundo, como se faz quando um grande incómodo passa, pois não, não chegou até aqui. Já passou, adiante, ficou para trás. E falámos de outra coisa.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html