Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em linha recta

Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

Em linha recta

Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

No cabeleireiro

Cristina Nobre Soares, 31.08.18

A mulher ao meu lado confessa-se ao cabeleireiro. A vida é muito complicada, diz, enquanto desfia um rosário de azares e desgraças. Ele responde-lhe, não é nada, a gente é que a complica. Vou deixar-te linda, linda de morrer, promete-lhe. Sim, por favor, diz ela num fio de voz. Olham-se cúmplices, no espelho, e ela ri-se.
Os que acham que o cabeleireiro é apenas um sítio insuportável de futilidade são aqueles espectadores obcecados em descobrir os truques por detrás da magia. Tristes almas, pela vitória de nunca serem enganadas, nunca experimentarão o espanto de uma ilusão, capaz de cobrir algumas raízes incómodas.

1 comentário

Comentar post