Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em linha recta

Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

Em linha recta

Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

Não percebo

Cristina Nobre Soares, 09.10.19

Há uns tempos, uma amiga, que volta e meia me lê por aqui, deu-me uma grande prédica sobre as minhas piadolas e parvoeiras. Tens de perceber que tens uma carreira e, quem sabe, uma imagem para pôr para a frente e, em Portugal, já sabes, quem se ri muito e faz rir os outros é palhaço. Qualquer dia ninguém te leva a sério e, pior, ainda são capazes de pensar que as piadas lhes são dirigidas. Respondi-lhe qualquer coisa parecida com um encolher de ombros.
Mas podia ter-lhe dito que o riso é a coisa mais séria que tenho na vida. Que sem isso e as minhas escrevinhices era capaz de hoje ser alguma coisa parecida com um estilhaço. E que não consigo perceber como é que as pessoas muito sérias passam pela vida incólumes, perfeitinhas, sem qualquer escoriação. Não percebo como é que nunca precisaram que o riso as salvasse delas próprias. Não percebo.

5 comentários

Comentar post