Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Invisiblidade

por Cristina Nobre Soares, em 18.12.18

Um homem entra comigo na estação do Campo Grande. Olha-me fixamente. Senta-se do outro lado e continua a olhar. Finjo que não o vejo e, acima de tudo, finjo que não percebo. Como todas as mulheres, desde muito cedo que me habituei aos olhares incómodos dos homens. Quando passava pelo quartel, por algum prédio em obras, nos autocarros. Eu, que sempre me julguei invisível, que tantas vezes me quis invisível, desprezava-os por me darem um corpo. O envelhecer trouxe-me alguma tranquilidade, não que eu alguma vez tivesse sido uma mulher muito bonita, daquelas que dizem fazer voltar as caras dos homens. Às vezes, as tias e outros parentes diziam, talvez por cortesia ou por não ter mais nada para dizer, ah que bonita que tu estás! Eu agradecia, com um sorriso trôpego e ficava feliz por saber que isso fazia a minha mãe feliz. E passei a acreditar que ser bonita era uma coisa boa, uma boa sorte que fazia com que os outros gostassem mais de mim. Ser bonita fazia os outros felizes, (talvez seja por isto que não amem os feios), e em troca dessa felicidade que dava aos outros esperava que me deixassem em paz na minha invisibilidade. O homem saiu na estação da Alameda. Sinto algum alívio e reparo num casal, muito novinho, encostado a um dos assentos. Beijam-se enquanto segredam qualquer coisa ao ouvido e soltam risinhos parvos. Reparo o quanto a rapariga é bonita e pergunto-me se terá consciência disso. Tem uns dentes certos e brancos e uns olhos muito bem delineados com eye-liner. Invejo-lhe o rabo espetado e as mamas empinadas, o envelhecer é realmente uma bela merda, eles dão por mim, olham-me incomodados e eu, desejando desesperadamente ser invisível, sinto-me o homem que saiu na estação da Alameda.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html