Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Cerrado

por Cristina Nobre Soares, em 22.09.18

A neblina vinda do lado do mar espessa-se, mais uma hora ou duas e será nevoeiro cerrado. Cerrado. Não vos quero na rua com este cerrado, dizia a avó da Patrícia, brincam cá dentro. Dizia ela que conhecia um rapaz que, uma vez ao regressar da oficina onde trabalhava com o tio, apanhara um cerrado tão grande que perdera o norte para voltar a casa, que ficava a uns três quartos de hora a pé, e isso porque era rapaz novo e caminho sempre a descer. Teve de passar então a noite toda ao relento e a humidade meteu-se-lhe de tal maneira nos ossos que lhe retorceu a espinha para sempre. Ficou sem préstimo para nada, dizia ela. Por isso não vos quero na rua com este cerrado, que ainda me apanham uma doença de ossos, e não queiram vocês que os ossos vos doam, que é pior que a dor de dentes ou que ter um filho. A avó da Patrícia contava muitas histórias destas. E nós sabíamos que a a maior parte não eram verdade, mas nunca é isso que interessa numa história.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Bea a 23.09.2018 às 09:15

As histórias contadas não são para ser verdadeiras, são para entreter; para serem verdade temos as histórias vividas que mexem com tudo.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html