Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Bons rapazes

por Cristina Nobre Soares, em 19.04.18

Voltei a um livro que tinha posto de parte há um ano, por na altura o achar chato, previsível. Aborrece-me ler frases, páginas que já sei como vão terminar, por mais bem escritas que estejam. Gosto de livros que me façam sentir desconfortável, talvez sofra de um certo masoquismo literário, mas não tenho pachorra para “bons rapazes” no que diz respeito aos livros. Gosto dos que são má companhia, dos que nunca sabemos o que vem dali, que nos tiram o tapete debaixo dos pés, dos que pagamos para ver o jogo. Não percebo porque pus este livro de parte. Acho que me deixei enganar pelo ar certinho das primeiras páginas. Filho da mãe.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De CD a 19.04.2018 às 15:58

Sinto exatamente isso. E arrasto isso para outras áreas da vida :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html