Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Algés

por Cristina Nobre Soares, em 12.03.18

Naquela tarde fomos de comboio até Carcavelos. Sei que era um Sábado de Inverno pela iminência da chuva e pelo esforço que pusemos nas poucas palavras que dissemos. Bebemos um café numa esplanada e continuámos a evitar o assunto falando do tempo ou de trivialidades. Penso que um ou outro colega de faculdade terá vindo à baila. Falar dos outros é especialmente útil quando somos cobardes. Quando regressámos já era noite e ele foi comigo até Algés, mesmo morando duas estações antes. Despedimo-nos na rampa à saída da plataforma, mantendo a distância do inevitável. Ele disse, então ficamos assim. Eu respondi, olhando para o homem dos guarda-chuvas, é melhor. Demos um beijo desajeitado e desprendido. Começou a chover e eu pensei que aquilo era como nos filmes. Tirando o alívio de ter acabado tudo. Isso não vende bilhetes.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html