Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Lembro-me de uma vez em que comecei uma aula de cartografia, perguntando aos meus alunos o que é que achavam que seria necessário para medir a circunferência da terra com um erro inferior a 300km. Mesmo  terrivelmente ensonados ( e enfadados também), lá foram enumerando equipamentos e software evoluidíssimos, dignos da NASA. Certo, disse-lhes eu, mas não é preciso tanto.  Basta uma vara e um escravo. E claro, o uso em condições, do cérebro. Riram-se. Lá está a professora, isso não é possível. É, disse-lhes. Melhor, foi. Há mais de dois mil anos. 

Lembrei-me disto hoje, quando me perguntaram porque raio eu achava isto do conhecimento tão importante.  Talvez porque não haverá maior magia do que aquela que se opera numa sinapse, que responde a um porquê, até então sem reposta. Porque o conhecimento só por si, é um valor.  Apenas mensurável pelo caminho imenso da nossa humanidade até aqui. E, neste momento, olhando as nuvens cinzentas, da janela, penso numa imagem poética onde brinque com um cheiro que a cor de chumbo não terá,  ao mesmo tempo que me lembro que aquelas não são mais do que uma massa de gotículas de água.  E que a molécula da água tem apenas três átomos: dois de hidrogénio e um de oxigénio. E o que é isso tem importante? Sorrio.  Aprender é apenas outro nome que dão à capacidade nos espantarmos com o mundo.

  

Carl Sagan - Eratóstenes ( Este senhor explica a história do escravo e da vara melhor do que eu)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Mom Sandra a 14.02.2015 às 00:12

Acho que existem pessoas para quem o conhecimento é como um órgão do próprio corpo, é intrínseco. Eu também sou dessas pessoas, para quem o conhecimento é tão importante como comer ou dormir. Lembro-me de perguntar muitas vezes "Porquê?" e, a cada resposta que o meu pai me dava eu juntava-lhe um novo "Porquê?"... Até que aprendi a ler e ele me começou a comprar livros. Livros acerca de tudo! É tão bom saber!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html