Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Não ligo nenhuma ao Festival da Canção. Pelo menos desde 1982, ano em que as Doce ganharam com o "Bem Bom" e era moda brincar às Doce na primária. Diz que este ano resolveram lavar a cara ao "certame" (palavrinha que adoro), e com isso, obviamente, lá vieram as bocas e indignações nas redes sociais. Parece que uma das maiores anda à volta desta canção. Dizem que não é festivaleira, que é o termo técnico para azeiteira. Não vou comentar a canção, que até gosto, sem morrer de amores por ela. Porque o que eu gostei realmente nela e de que ninguém fala, foi esta canção ter uma letra decente. Uma letra sem rimas forçadas do género "dei-te o meu coração naquele Verão" ou que não mete à martelada palavras como "adequado" num sitio onde só cabe uma sílaba, só porque rima com "passado". Ou daquelas que são cantadas em inglês para ver se disfarça a letra de feira. Lá diz a Manuela Azevedo: " a língua inglesa soa sempre bem." Não é Ary dos Santos, mas é uma letra que dá gosto ouvir. As palavras, nas canções, também têm de ter harmonia ( e sentido, já agora). Esta canção cumpre isso. Não arranha. E mostra que o português, quando bem usado e cantado, também fica sempre bem.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 21.02.2017 às 10:27

Para mim, o maior "problema" desta atuação (a única, aliás, que vi, precisamente pelo zum zum zum nas redes sociais e pela partilha do vídeo) foi mesmo o Salvador Sobral. Eu acho que o rapaz canta muito bem, gostava imenso dele nos Ídolos, mas a postura dele gerou um grande "WTF???" Parecia que estava a tripar, o que é muito estranho ;)
Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 21.02.2017 às 11:27

Eu adorei.
Mas fiquei naquela "aquilo é ele a fazer de propósito, ou terá alguma deficiência?"
Está tão diferente de quando participou no Ídolos.
Quanto ao não ser festivaleira, o próprio Salvador o afirmou. E não sei se chegará longe. Mas gostei.
Imagem de perfil

De LYMA a 21.02.2017 às 11:37

Ainda não sei bem o que dizer sobre isto tudo. Acho que ainda estamos a anos-luz de fazer alguma coisinha de jeito para ganhar uma Eurovisão.
Imagem de perfil

De Joana a 21.02.2017 às 11:38

Concordo em absoluto. Quando ouvi a música (e eu sou daquelas esperançadas sempre no Festival da Canção todos os anos e que gosta realmente de acreditar que naquele ano é que vai ser), fiquei anestesiada pela beleza da letra. Acho-a mesmo singela e bonita, sem o tal "forçar" de que fala(s). Foi isso, sobretudo, que me cativou e sobre o que não conseguia parar de falar. A música é, igualmente, bonita, pela delicadeza e pela forma como se liga perfeitamente com a letra. O problema está mesmo no rapaz. Eh pá, aquilo "tudo" distrai-me muito, apesar de reconhecer que ele cana com muita alma e a sentir cada palavra. Mas talvez possa ser demasiado. É certo que, ainda assim, prefiro esta versão a uma cheia de cetins e lantejoulas, mas este aspeto à sem-abrigo - a.k.a. Kanye West - também me custa a "engolir". Veremos.
Imagem de perfil

De Jessica a 21.02.2017 às 18:01

Não é a minha preferida mas é de longe a única que realmente mereceu o apuramento. Não me parece que conseguisse grande resultado na Eurovisão, mas das oito só imagino uma com um bom resultado (com a apresentação em palco trabalhada). Quanto a isso de não ser festivaleira, acho que as pessoas se baseiam muito no que os outros fazem e não percebem que se nos queremos destacar temos de enviar coisas diferentes. Se esta é suficiente? Provavelmente não mas é um facto que os estrangeiros a adoram
Imagem de perfil

De Nuno França a 22.02.2017 às 17:28

Gostei!
O rapaz tem uma postura diferente em palco, mas é a prova que está a cantar/sentir a música e isto é brutal.
Algumas expressões fizeram-me lembrar a irmã, mas um pouco mais exagerado. Acho que tem muita qualidade também! Adorei a forma como cantou.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html