Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Já fui gorda

por Cristina Nobre Soares, em 26.04.16

Já fui gorda. Já o tinha dito uma vez, num texto qualquer. Digo-o de novo, já fui gorda. E apesar de agora ser magra, acho que nunca deixei de ser gorda. Porque a gordura é um estigma que se nos mete na pele. Quando somos gordos, os outros quase que têm pena de nós: tão bonitinha e tão gorda, é uma pena. Ainda por cima diz que é muito inteligente. Uma pena, ter-se deixado chegar àquele estado. Ter-se deixado engordar. Porque para os outros, os gordos são criaturas desleixadas, fracas, sem força de vontade. Não engordam, deixam-se engordar. Era só deixar de comer porcarias e mexer o rabo. Mexe-te mais, come menos, olha as outras da tua idade, não comas isso, veste-te de preto, que o preto emagrece e assim, com sorte, ninguém dá por ti. Ser gordo não dói. O que dói é sentir que somos menos por dentro, por não termos essa vontade férrea dos magros a quem lhes assenta tudo bem. Aos gordos nada fica bem. Nem a vida. Essa, então, parece que nos fica sempre arrepanhada nas costuras. A vida foi, de certeza, alinhavada num corpo magrinho. Os números acima não são bem uma vida. É um deixar andar. Ser gordo, não dói. O que dói é a pena nos olhos dos outros, como se fossemos menos. Tão novinha e tão gorda. Tão pesada para a idade. Coitada. Já não sou gorda por fora. Mas há dias que me esqueço e apesar de magra volto a ser gorda por dentro.Se calhar, por dentro, sempre fui pesada para a idade.

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Imagem de perfil

De Melhor Amiga Procura-se a 26.04.2016 às 16:07

A gordura é um dos preconceitos da nossa sociedade e frases como essas já ouvi milhões de vezes... Ainda não se consegue aceitar as diferenças...
Imagem de perfil

De Maribel Maia a 26.04.2016 às 16:07

A Educação de crianças, jovens e adultos, poderá ainda fazer tanto para mudar preconceitos....
Sem imagem de perfil

De csd a 26.04.2016 às 22:36

E eu já fui magra. Toda a gente me dá na cabeça. Apesar de já estar no processo de inversão.
Sem imagem de perfil

De maria a 28.04.2016 às 16:56

Chamo a sua atenção para situação inversa. Sempre fui, e sou, demasiado magra e ao contrário do que se passa com pessoas mais obsesas ninguém as cumprimenta com certos "piropos" como por ex.: estás tão magra! pareces esquelética! Oh fininha!!
o mais engraçado é que não entendem que é tão ofensivo quanto cumprimentar alguém e dizer: como estás? estás feia de gorda....:-)
Sem imagem de perfil

De olivia a 05.07.2016 às 14:13

ola,boa tarde....
não imagina como essas suas palavras me revestem e me assentam como se fossem feitas por mim...
eu já fui mais gorda alias, eu continuo a ver a mesma gorda...e isso e que e difícil mudar... foram muitos anos a viver com essa imagem...
contudo é bom perceber que existem mais pessoas a ter essa dificuldade de se verem diferentes...

obrigada pelas suas palavras

olivia
Imagem de perfil

De Cristina Nobre Soares a 05.07.2016 às 14:50

Só pelo o seu comentário, Oliva, já valeu a pena ter escrito este texto. :)
Sem imagem de perfil

De olivia a 05.07.2016 às 17:01

Pode parecer estranho, para muitas pessoas isto e estranho mas eu costumo comentar que eu emagreci 80 kg e tenho outros tantos, claro que noto imensa diferença no que visto, passei de um 56-58, a um 40-42, mas e estranho quando vejo fotografias, sou eu que la estou, mas não vejo como as outras pessoas, ao comparar me com outras pessoas que passam por mim na rua, sempre me refiro a alguém com maior tamanho do que me dizem que eu tenho, (e isto não e por maldade juro por tudo não tenho prazer nenhum em ver os outros gordos)...
É difícil mudar por fora a luta contra o estigma "gorda" e difícil de quebrar tanto por fora como por dentro de nos...
obrigada pela sua resposta,

olivia

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html