Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Formigos

por Cristina Nobre Soares, em 08.12.15

Diz-me que não tem pachorra para a invasão do Natal nórdico e anglo-saxónico. Que não sabemos preservar as nossas tradições, e que se não nos pomos a pau, qualquer dia somos engolidos pelo que vem de fora. Diz-me que na casa dos pais, onde toda a família se junta, na ceia de Natal não podem faltar as filhoses tendidas no joelho e os formigos da Conceição. A Conceição está connosco, na nossa família, já há mais de sessenta anos, explica-me. Foi trabalhar para casa da minha avó com catorze anos. O meu pai também começou a trabalhar com catorze anos, comento. Ela olha-me e não diz nada. E subitamente somos dois países. Talvez por isso voltemos à conversa das tradições, e eu falo do arroz doce da minha mãe. As tradições por vezes são a uma forma de recordarmos apenas aquilo que nos convém. Ali, à mesa daquele café da moda, ninguém quis lembrar o país pobre por detrás dos formigos da Conceição. O país que só calçava sapatos nos dias festa. Que dedicava uma vida a servir a família dos outros. Um país onde muitos pais, como o meu, lutaram para que fosse diferente para os filhos. Felizmente que foi.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De marta a 11.12.2015 às 12:19

O meu pai começou a trabalhar com 9 anos. Foi arrancado da escola, onde só voltou adulto. Trabalhou, tal como a minha mãe uma vida inteira para que a vida das filhas fosse diferente, e é. Lamento que tantos filhos da minha geração, estejam tão cheios deles mesmos que esqueçam de onde vieram e que uma grande parte do triunfo deles, não é deles, é dos pais. Lamento também que tantos outros considerem as Conceições propriedade sua, coisas que gostam muito, mas coisas e não gente como eles.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html