Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Escrita de feriado

por Cristina Nobre Soares, em 26.05.16
Os feriados de sol são dias que pouco têm que se escreva. Tirando a preguiça dos corpos, o morno das conversas dos outros, talvez o mar, sempre o mar, mas só para quem insista em ser marginal, as trivialidades à mesa, o rosto sobre as mãos, a pensar sabe-se lá em quê, o sol a semicerrar-nos os olhos, as janelas que se espreitam do lado de fora, nada mais têm de relevante, estes dias. Talvez por isso, as páginas em branco também sejam poesia.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Simão a 27.05.2016 às 08:42

Mas também há roupa para estender e depois apanhar e há que almoçar e fazer a digestão. .. ui!, há montes de coisas para se fazer num feriado de sol (que aqui, em Aveiro-sur-Mer, foi só meio feriado de sol, ou nem isso).

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html