Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dois reparos sobre texto do filme "As sufragistas"

por Cristina Nobre Soares, em 07.03.16

 

  1. “Olha que a quantidade de meninas que tem de deixar de estudar para trabalhar é ainda muito maior do que as outras”. Chegou-me por mensagem, de alguém que conhece bem essas realidades fora da nossa confortável bolha ocidental. A lembrar que ainda há muito para mudar. Muito caminho para fazer. Somos uma metade da espécie humana ainda a viver com uma fracção de existência.
  2. “Veremos a expressão da tua jovem quando ouvir outra mulher dizer que não foi votar porque estava um dia bom para a praia.” Remete-me para o comentário em cima. Nada é garantido. Que tudo se perde enquanto nos distraímos com o comodismo. O mesmo que nos faz esquecer que fora da bolha há meninas que trabalham 16 horas para coser as roupas das lojas com que nos vestimos. Que há mães com 11 anos (a idade da minha filha) que não sabem ler nem escrever, que não sabem o que é ir à escola. Que não sabem o que é escolher. Que nunca saberão o que é escolher.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html