Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Do Santo António e do mofo

por Cristina Nobre Soares, em 08.06.16

 

Guardava um par de sapatos de cetim debaixo da cama. Comprara-os um número abaixo, igual aos anos que tinha, na esperança que lhe escondessem o tamanho dos pés. Todos os dias, agachava-se, abria as dobras de papel de seda, e dizia o responso. Depois guardava-os outra vez debaixo de cama, mesmo ao lado do Santo António de louça embrulhado num pano de enxoval. Ó rapariga, não guardes o santo debaixo da cama, que ele assim não te ouve, dizia-lhe a mãe. Tens de o pôr a arejar para encontrares noivo. Noivos e mofo não casam, criatura. Pois sim, dizia ela, que o noivo ainda era como o outro, que com aquela idade já só queria um que a aconchegasse, agora os sapatos da boda, por amor do santo, tinham de ser aqueles, que eram tão lindos. E a dormir ao lado deles, era da maneira que o santo não se esquecia. Ó rapariga, não guardes o santo debaixo da cama, que ele assim só te encontra mofo e esquecimento. E ela a agachar-se debaixo da cama, os sinos a tocaram para a boda de alguém que não ela, olha que o santo te ganha mofo, o responso outra vez, recupera-se o perdido, rompe-se a dura prisão, ela abrir as dobras do papel de seda e dar com o esquerdo todo roído das traças. Raios te partam, rapariga, eu bem te disse que no meio do bafio o santo encontra nada. Tens de o pôr a arejar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Simão a 09.06.2016 às 13:20

Então e a jovem casou, ou não? A Cristina Nobre Soares conta-nos essas coisas e depois deixa-nos (me) assim em suspenso, cá por mim, eu até nem respiro, é um modo de falar, claro, mas é assim mesmo.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 17.06.2016 às 22:30


Nunca percebi se o Santo devia estar de cabeça para baixo, ou de barriga, como dizem as bocas antigas.
O que sei é que é bem verdade que "santos da casa não fazem milagres."
Pobre rapariga!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html