Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Das conversas em corpo e alma

por Cristina Nobre Soares, em 19.05.17

As redes sociais tiram-nos tempo de qualidade, dizemos. As redes sociais alienam-nos. Subvertem, enviesam a realidade. Artificializam as relações humanas. Sim, é capaz de ser verdade. Nunca mais me vieste ver, nunca tens cinco minutos para tomarmos um café, lamentamos. Sempre que oiço isto lembro-me quando instalaram o telefone em casa dos meus pais. A família e os amigos que estavam a quilómetros de distância passaram a estar mais perto. Bastava marcar o número e ouvia-se-lhes a voz. Não era a mesma coisa que estarmos juntos em corpo, mas já era alguma coisa. Não havia corpo, mas pelo menos havia um bocadinho de alma. Com as redes sociais também pode ser assim. Da mesma forma que estas distanciam, também podem aproximar. Um minuto, um que seja, para mandar uma mensagem a perguntar: então, estás boa? Certo, não é a mesma coisa do que beber um café. Ou almoçar. Mas é melhor do que o silêncio de meses, anos, à espera de uma disponibilidade ideal. Porque mesmo por via virtual lembrámo-nos. E antes de tudo é disso que precisamos: que se lembrem de nós. Um sinal de vida dos outros e nosso. O sinal de que fazemos falta. As redes sociais nunca chegarão ao óptimo dos calcanhares de uma conversa em presença. Mas o óptimo, esse óptimo que passamos a vida à espera e nunca chegará é o inimigo do bom. Que morreu à espera sentado.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De simplesmente avô a 20.05.2017 às 18:24



As redes sociais são mais uma maneira de estabelecer contacto com os amigos.


Util e proveitosa.


Sobretudo para quem, estando longe, não pode estar fisicamente presente.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html