Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Das caras e dos corações

por Cristina Nobre Soares, em 19.02.17

Quando, há dez anos, comecei a escrever em blogues, a interacção era pouca ou quase nenhuma. Às vezes, muito de vez em quando, havia um comentário, anónimo ou assinado por um nickname. Hoje, no Facebook, a interacção é muito maior. Muito mais imediata. Há fotografias, nomes completos, locais. Há quem, por causa disso, embirre com o Facebook. Que tenha teorias da conspiração tremendas. Eu não embirro. Gosto das conversas que aqui se geram. Aprende-se sempre qualquer coisa. Mesmo que esse qualquer coisa seja que não há nada para aprender. Há pessoas que conheci por lá sem nunca as conhecer em carne e osso e isso não me faz espécie nenhuma. Tanta gente em carne e osso que vamos conhecendo pela vida fora e que nunca conhecemos realmente. E isso sim, custa. Pensando bem, a vida, virtual ou presencial, é toda ela um "livro de caras", que vê muito poucos corações. Há é que saber dar por isso.

 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html