Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A compreensão é lenta

por Cristina Nobre Soares, em 25.07.17

A compreensão é lenta. Porque há palavras que só as compreendemos muito tempo depois. Como se o seu verdadeiro significado, aquele implícito na intenção com que foram ditas, ficasse suspenso entre o que ouvimos e o que realmente quiseram dizer. E um dia, a propósito de uma lembrança, de uma conversa trivial ou por não termos mais nada em que pensar, elas regressam despidas do que subentendemos, nuas, tal como vieram ao mundo. Nesse momento, curiosamente, ao contrário de todas as expectativas e medos, não acontece nada. Rigorosamente nada. Não há sequer desilusão. Apenas compreensão, que é a lucidez resignada da vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

GA



google-site-verification: googledeb34756365df053.html